h1

Uma Carta

fevereiro 28, 2007

Uma Carta

Há mais ou menos dois anos encontrei um blog de poemas muito bom, e um dos poemas me chamou a atenção, ele descrevia exatamente o que eu sinti em determinado momento de minha vida…o poema é o seguinte:

Uma Carta

Como escrever uma carta,
A dizer o que sinto,
Impedir que a inspiração parta,
E desenhar o amor que pinto…
Recorrer à palavra já farta,
Ao verso que permanece puro, limpo…


Farto de te ver sem te sentir,
Ou de te sentir sem te ver,
Atrás de ti queria ir,
Mas nas sombras tenho de me esconder…
Tive de a todos iludir,
Por assim tanto te querer…


Mas para quê continuar,
E manter-me a escrever,
Porque não abandonar,
Deixar, e apenas esquecer…
Como deixar de ti gostar,
Como fazer o amor esmorecer
 

E dizer-te isto em pessoa,
Tivesse eu coragem e pudesse,
Como cantar-te um verso que não soa,
E dizer-te que o que sinto não desaparece…
Falar-te do sonho que voa,
Da ilusão que ainda permanece…

Numa carta escrevia tudo,
Num envelope onde não posso escrever o destino,
Umas palavras de um amor mudo,
Que me mantém sempre em desatino…
Infelizmente, não sou sortudo,
E nem com o meu nome a assino…

de Jorge Clemente

http://versusediversus.blogs.sapo.pt/

Anúncios

3 comentários

  1. Gostei muito desse poema…a sua forma, sua sonoridade…ainda hoje me identifico com ele…me faz recordar de um sentimento que há tempos abandonou meu coração, mas que as vezes sinto que pode voltar, e não apenas como mera ilusão…


  2. Engraçado como esta vida pode ser igual para pessoas que nem se conhecem. Digo isto porque entre 2003 e 2005, muitas vezes senti o que este poema descreve.
    Por isso me identifiquei com ele quando fazendo algumas buscas em poemas na net, encontrei este. è o retrato do que senti e do que passei durante um longo tempo, que felismente hoje está ultrapassado. A si que nos deu a facilidade de o ler, um obrigado.
    Licas


  3. QUANDO ESCREVEMOS QUEREMOS QUE A MÃO DIGA O QUE RAZÃO FORMULOU,O QUE CORAÇÃO CHOROU, SE ENCANTOU, O QUE ESTREMECEU, O QUE SENTIU, O QUE PERDEU, MAS O PENSAMENTO IMPEDE A MÃO DE FAZE-LO PARA NÃO CHOCAR, OS POETAS COM SEUS POEMAS CONSEGUEM.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: